Nota

Clariceando na madrugada

Sei que é madrugada, o quarto ainda está escuro, mas os pensamentos já despertaram aqui dentro. Fizeram tanto barulho, e como uma música alta, despertaram a casa toda. Para Clarice Lispector, sábado é a rosa da semana, mas nada a impede de pegar suas coisas e se mudar para o domingo de manhã. Domingo de manhã, para ela, também pode ser a rosa da semana. Hoje me “mudei para o domingo”, igual a Lispector, quem sabe ele também seja a minha rosa da semana?

Sobre ressignificar quinze anos em cinco meses

Não tive oportunidade de escolher ficar porquê a outra parte já havia decidido ir. Existem elementos demais para ressignificar numa história de quinze anos. Todos os objetos são memórias concretas que machucam a alma. Sabores, cheiros, sons, cores e pele, meus cinco sentidos foram comprometidos. Cinco meses sem controlar as lágrimas. Todo dia aprendo mais um pouco sobre ressignificar – não é fácil – processo doloroso e solitário. Minhas fraquezas expostas como uma ferida aberta. Têm dias que parecem não ter fim – nas longas madrugadas de insônia. Olho para o calendário e me pergunto o quanto ainda falta para ressignificar, estou cansada demais.