Balde de pipocas

Nos dias de filme você era responsável pela pipoca e sal. Eu era responsável pelos copos com refrigerante, pedras de gelo e manteiga derretida na concha. As casquinha odiosas eram quase retiradas uma a uma. Era um ritual. Tua pipoca era a melhor de todas. Você não está aqui e as pipocas já não têm o mesmo sabor. Não acerto na medida do sal. Não há dois copos de refrigerante, nem pedras de gelo e nem manteiga derretida na concha. Fico esperando em vão a tua mão encontrar a minha dentro do balde de pipocas.

Imagem arquivo pessoal