Status

[esperamos]

Hoje, aguardamos ansiosas e ansiosos por uma notificação na tela do celular. Nos obrigaram a permanecer off-line. Tudo parou de repente. Sem aviso prévio. Talvez vocês, assim como eu, pensou ter consumido o pacote de dados antes do prazo, além de reiniciar o celular, acreditando que tudo seria resolvido, não resolveu.

A câmera funcionava. Fotografei o instante da espera. Milésimo de segundo congelado no tempo. Pausei a existência de ser. Me recuso a sucumbir. Sou esta fotografia, a mulher entre o azul, amarelo e vermelho.

“Fotografar, é colocar na mesma linha, a cabeça, o olho e o coração” (Henri Cartier-Bresson).

imagem arquivo pessoal, 2021

Ontem

A notificação da agenda piscou na tela do celular logo cedo, mostrava seu apelido ao lado de um coração vermelho, seu aniversário. Não precisava de alerta para lembra, mas gostava da sensação de ver seu nome piscando no meu celular. Aconteceu tudo tão rápido que esquecei de desativar o alarme, ver seu nome entre as notificações passou a me machucar. Decidi te escrever bem mais do que “feliz aniversário”, desejei sonhos realizados e agradeci pelo tempo compartilhado comigo. Sua notificação piscou horas depois, me chamou pelo meu nome e agradeceu. Sensação estranha.