Status

no fim

E no fim é só você. Não faz eco. Carrego meu dias entorpecida de dor. Tudo é cinza. Entre respirações pausadas tento manter a calma. Tudo queima como brasa por dentro. O corpo cansado sustenta o peso da decepção. Em tempo algum imaginou que pudesse ser assim. Presa fácil. Talvez sofresse de miopia. Destino certo ser sozinha. Quiçá os sonhos serão realizados. Não há mais fantasia. A água salgada embaça os olhos. É fim. E só. Não vejo a linha de chegada.

Áudio

Respire Fundo Gabi Luthai e Mar Aberto)

Clica aqui e desacelera um pouco ▶️

Espalhe amor, seja amor
No caminho, uma flor
Tem valor, mesmo se tiver espinhos
Traga paz, viva em paz
Tá tudo bem, seja capaz
De provocar algum sorriso
No rosto de alguémSe a vida te convida pra dançar
Num ritmo descontrolado, injusto
Respire fundoDeixe o seu coração de janela aberta
Deixa ser desperta
Sinta o gosto do muito ou do pouco
Se entrega, pode ir sem pressaViver é mesmo assim
Com o tempo tudo se acertaEspalhe amor, seja amor
No caminho, uma flor
Tem valor, mesmo se tiver espinhos
Traga paz, viva em paz
Tá tudo bem, seja capaz
De provocar algum sorriso
No rosto de alguémE se a vida te convida pra dançar
Num ritmo descontrolado, injusto
Respire fundoDeixe o seu coração de janela aberta
Deixa ser desperta
Sinta o gosto do muito ou do pouco
Se entrega, pode ir sem pressaDeixe o seu coração de janela aberta
Sinta o gosto do muito ou do pouco
Se entrega, pode ir sem pressaViver é mesmo assim
Com o tempo tudo se acerta
Viver é mesmo assim
Com o tempo tudo se acerta

Compositores: Gabi Luthai / Gabriel Rocha / William Santos / Sabrina Lopes