Nota

Coragem

Juntei as ferramentas que estavam à disposição e entre um tropeço e outro segui. A sensação de seguir é indescritível. Meu rosto já não está “carrancudo”, tem brilho no olhar. Me sinto presente em mim mesma. Existe muita coisa para ser vivida e vista. Entrar em espaços, antes desconhecidos, é mola que me faz impulsionar. Há medo, mas também há coragem.